fbpx

R$ 90 BILHÕES EM INVESTIMENTOS

DESCOMISSIONAMENTO DE PLATAFORMAS

140

A construção de uma plataforma para produção de petróleo no mar sempre foi sinônimo de orçamentos altos e muitos empregos pela complexidade dos projetos. Mas quando ela tem que sair de cena, a sua destruição também demanda investimentos e abre oportunidades.

DESCOMISSIONAMENTO DE PLATAFORMAS ABRE MERCADO DE ATÉ R$ 90 BILHÕES EM DEZ ANOS

O número de unidades perto da aposentadoria faz do Brasil o terceiro maior mercado da indústria mundial de desmonte de plataformas de petróleo, que somará US$ 104,6 bilhões até o fim da década. O país só deve ser superado pelo Reino Unido, que vai gastar US$ 23 bilhões no período. Os EUA terão demanda similar à do Brasil: US$ 14,7 bilhões.

 

Um estudo da consultoria internacional Wood Mackenzie aponta que a transformação de milhares de toneladas de aço de plataformas em sucata desponta como um mercado promissor no Brasil.

Deve movimentar entre US$ 14,5 bilhões e US$ 16 bilhões — quase R$ 90 bilhões — até 2029.

Uma plataforma de petróleo tem vida útil de cerca de 25 anos.
De acordo com o estudo, pelo menos 102 unidades (31 flutuantes e 71 fixas) devem ser “aposentadas” ao longo desta década no país.

A ANP prevê que, só nos próximos cinco anos, pelo menos US$ 5 bilhões (R$ 26 bilhões) serão investidos em descomissionamentos.

A agência já aprovou processos de descomissionamento de 21 sistemas de produção e outros 14 estão em análise.

A Petrobras anunciou recentemente que investirá ao menos US$ 6 bilhões (cerca de R$ 33 bilhões) em descomissionamentos até 2024.

 

Onde serão descartadas essas unidades ou reaproveitadas?

 

 

 

Acompanhe a gente nas nossas redes sociais

Tire suas dúvidas sobre vagas de emprego enviando e-mail para [email protected], que lhe responderemos em nosso podcast

 

 

Loja Mundo Offshore

Seja uma de nossas parcerias também!

Sigam Mundo Offshore no Instagram

Escutem no Site, Spotify , itunes ou qualquer outro agregador.

Divulguem e comentem.

Embarque Nesse Estilo!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.