fbpx

Produção da Petrobras

Produção do 2T da Petrobras no mesmo nível do ano passado, independentemente dos ramp-ups em dois FPSOs

12

A petrolífera estatal brasileira Petrobras teve uma produção média de 2,754 milhões de barris de óleo equivalente por dia no segundo trimestre, um aumento em relação ao primeiro trimestre, mas uma pequena queda em comparação com o mesmo trimestre de 2020.

A Petrobras disse em um relatório na quinta-feira que a produção média de petróleo, LGN e gás natural no segundo trimestre de 2021 foi de 2.796 kboed. Este foi um aumento de 1,1 por cento em relação ao 1T21 e uma diminuição de 0,1 por cento em relação ao 2T20.

Isso ocorreu devido à continuidade do ramp-up das plataformas P-68 nos campos de Berbigão e Sururu e da P-70 no campo de Atapu.

No 2T21, a produção de petróleo e LGN nos campos do pré-sal foi 3,4 por cento maior do que no trimestre anterior, devido ao ramp-up das plataformas P-68 e P-70, e à estabilização dos níveis de produção nas plataformas que realizou paradas programadas no 1T21, principalmente no FPSO Cidade de Paraty e na P-66 do campo de Tupi.

A Petrobras acrescentou que também registrou melhor desempenho nas plataformas P-74 e P-76 do campo de Búzios. Esses efeitos foram parcialmente compensados ​​pelas paradas programadas da P-58 da operação do campo de Jubarte.

A produção de óleo e LGN da companhia no pós-sal no 2T21 foi 2,9% menor que no trimestre anterior, devido às maiores perdas com paradas para manutenção na Bacia de Campos e desinvestimento do campo de Frade.

Entre as paradas, a Petrobras teve maior impacto com as plataformas FPSO Campos dos Goytacazes no campo Tartaruga Verde, P-40 no campo Marlim Sul, P-25 e P-31 no campo Albacora, P-48 e P- 50 no campo Albacora Leste.

Já na produção terrestre e em águas rasas, no 2T21, a Petrobras produziu 99 kbpd, 10 kbpd abaixo do trimestre anterior, principalmente devido às intervenções em poços, manutenção de equipamentos, parada para manutenção da P-31, além da queda natural da produção.

A produção no exterior no 2T21 foi de 43 kboed dos campos da Bolívia, Argentina e Estados Unidos. A queda em relação ao 1T21 deve-se principalmente à queda natural dos campos da Bolívia – San Antônio, San Alberto e Itaú.

Mande mensagens sobre suas duvidas da área energética para nosso e-mail [email protected] e iremos responder no nosso podcast que é gravado no nosso canal do Youtube toda semana.

Acompanhe nossas redes sociais.

Facebook

Twitter

Seja habitante do MUNDO OFFSHORE

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.