fbpx

Roadtrip do Casal Offshore

Um Casal Com Muita Disposição Para Aventura

494

Vamos apresentar a roadtrip de um casal que não tem medo de desafios e mostram que uma aventura a dois é mais emocionante.

1 Planejamento

Planejamento

Marcamos os pontos de maior interesse na viagem (Cidades, chapadas, etc.) e após começamos a buscar referencias e informações de viajantes ou guias na internet. Nesse ponto o youtube é uma ótima ferramenta. Outra dica é sempre tentar interagir com os moradores dos locais visitados, pois sempre conseguimos dicas de locais turísticos incríveis e menos frequentados pela maioria dos visitantes. Sempre deu certo.

Por incrível que pareça, o tempo de planejamento dessa viagem foi bem menor do que outras viagens que fizemos. Em torno de dois meses.

2 Camping

Camping

Infelizmente no nosso país o camping para suporte ao turismo (roadtrip) ainda é muito longe do ideal. Em uma viagem de 41 dias, sendo que em 32 dias foram usados campings para apoio e descanso.

Já pensando em praticidade e logística, compramos uma barraca de teto automotiva acoplável, tornando prático e rápido o processo de montagem e acomodação. Ainda fizemos um reservatório para água potável com um duto de PVC, que foi usada quando da impossibilidade de conseguir água potável para higiene, alimentação e hidratação. Também foi necessário levar fogareiro, botija de gás, mesa e cadeiras dobráveis e utensílios para camping.

3 Perrengues

Perrengues

Logo no primeiro dia de viagem um pneu dianteiro furou durante uma ultrapassagem simples na estrada e ao substitui-lo, descobrimos que os outros pneus estavam se desfazendo (40 mil quilômetros rodados). Nossa intenção era troca-los na volta, mas isso não foi possível e paramos para substituir os quatro pneus.

Dica: Faça a verificação de todo o veículo antes de qualquer viagem e desconfie sempre de equipamentos que tenham sua vida útil próxima do fim. Aprendizado para vida. rs

Em uma estrada do Jalapão, outro susto. Mesmo já ciente das condições da estrada, confiei demais no carro (que não é 4X4) e menosprezei o fato da estrada ter pontos com solo arenoso bem fofo. Resultado, ficamos atolados várias vezes. Sorte que a estrada era muito utilizada e conseguimos ajuda de vários viajantes.

Dica: Nunca deixe de lado as informações levantadas no planejamento. Mesmo minha esposa tendo levantado tais informações antes de viajarmos

Em um camping bem isolado no Maranhão em Lagoa do Cassó, deixamos um carregador de bateria ligada no carro e por varias horas assim ficou. Quando tentamos ligar o carro no outro dia, descobrimos que a bateria do carro estava descarregada e mesmo levanto um carregador de baterias portátil, que descobrimos na hora que estava com defeito, não foi possível dar carga. Ficamos horas sem saber o que fazer, até que conseguimos ajuda de moradores do local que chamaram um carro para fazer a carga na nossa bateria. Mas assim perdemos um dia de viagem com esse fato.

Dica: Teste sempre todos os equipamentos de apoio antes da viagem. E todas as vezes que parar em locais com uma infraestrutura adequada, refaça uma checagem dos equipamentos novamente.

4 O percurso mais difícil

O percurso mais difícil

O Jalapão foi de longe o percurso mais difícil da viagem. 400 quilômetros de estradas ruins e atoleiros, que nos custou a proteção de carter do carro, fora a apreensão de ficar preso se o carro desse algum defeito.

5 Chapada dos Veadeiros

Chapada dos Veadeiros

Muito bem organizado e com percursos fáceis de seguir, não sendo necessário pagar para visitar. Nos possibilitou caminhar por trilhas impressionantes que são bem sinalizadas e assim é possível fazer as caminhadas sem a necessidade de guias se quiser.

Dica: tem limite de visitantes diários, então se organize para chegar cedo.

6 Chapada das mesas

Chapada das mesas

Outro lugar também muito organizado e sendo uma atração turisca muito frequentada, sempre está bem cheio.

Dica: se prepare para ter um gasto maior, pois é área particular e tudo é cobrado com valores “salgados”.

7 Indicações

Indicações

Descobrimos que ao fazer esse tipo de viagem com mais contato com a natureza e abrindo mão do conforto de estruturas turísticas mais organizadas e caras (somos aventureiros raiz. rs), a pessoa não pode deixar de conhecer três lugares:

Lençóis Maranhenses – Já sendo um parque nacional conhecido por sua beleza em todo planeta. Está à altura de sua fama.

Dica: Procurar a Pousada Camping Nativus, pois lá um dos funcionários tem a família morando dentro do parque e conversando é possível conseguir acampar. O normal é que as agencias levem para conhecer duas lagos no passeio, mas estando dentro do parque é possível conhecer muitas outras e sem mais turistas por perto.

Cachoeira Santa Barbara – Mesmo já estando em várias cachoeiras nessas andanças pelo país, é a cachoeira mais bonita que já vimos na nossa vida. Na chapada dos Veadeiros.

Dica: Essa cachoeira fica a 30 quilômetros de estrada de chão da cidade de Cavalcante que possui uma estrutura turística bem organizada, mas se quiser aproveitar por mais tempo e sem muitas pessoas por perto, fique na comunidade Calunga. É uma comunidade quilombola que fica no local da cachoeira, ficando lá, você consegue chegar cedo e aproveitar toda beleza do local. É necessário a presença de um guia para a visita e na comunidade existem muitos. Sendo um ponto turístico muito visitado, tem um limite de visitantes diários, fortalecendo ainda mais a praticidade de estar próximo.

Jalapão – Como um todo, é impressionante o acumulo de beleza em um só lugar. Mesmo com um trajeto muito difícil, tem lugares incríveis e paga o sacrifício com folga.

Dica: Se for de carro, existem dois períodos bem distintos para o trajeto de carro. Na época da seca é necessário o uso de um carro 4×4 para evitar o grande numero de atoleiros por conta do terreno arenoso. Fizemos o trajeto junto com um casal em outro carro 4×4 que nos rebocou todas as vezes que precisamos (foram algumas vezes). Já no período de chuvas o solo fica melhor para carros 4×2 e sem maiores problemas por conta dos atoleiros. Lembrando que fizemos o percurso completo, mas se quiser fazer o percurso mais curto, ainda vale muito a pena pela beleza incrível do lugar.

8 A surpresa

A surpresa

São Miguel dos Milagres em Alagoas nos apresentou um local maravilhoso e surpreendente. Com uma praia de águas límpidas e paisagem incrível. Sendo que ficamos com a paisagem só nossa durante a visita, assim conseguimos aproveitar a paz de uma beleza indescritível.

9 Incrível

Incrível

Após conhecer uma família que morava dentro da reserva dos Lençóis Maranhenses, os mesmos nos convidaram para acampar na sua propriedade como sendo amigos da família. Sendo assim foi permitido que pudéssemos andar pelos lençóis em horário que não é permitido para turistas. Em suma, conseguimos os lençóis só para nós naquele dia, pois estávamos sozinhos no parque para vislumbra toda sua beleza. Foi a parte mais incrível da viagem.

10 A Toro

A Toro

Caminhonete Fiat Toro freedom 4×2. Aguentou bem a viagem sem maiores problemas, mesmo no Jalapão que tem as estradas em más condições e terreno arenoso, o carro aguentou muito bem mesmo não sendo 4×4. Vale ressaltar que pegamos o percurso mais difícil no Jalapão e existe outra rota melhor estruturada.

 

11  O sentimento

 O sentimento

Como as viagens são feitas por carro e sem pressa com horários, é possível conhecer cada local com olhos de viajante e não de turista. Podendo assim conhecer as pessoas dos locais e interagir com o nosso povo e aproveitar de belezas que não são tão exploradas. A coisa mais importante, é redescobrir que o brasileiro é acolhedor, prestativo e simpático. Pois todas as vezes que precisávamos de uma ajuda, alguém sempre nos estendeu a mão. Então sempre lembre de ser educado e respeitoso com todas as pessoas por onde passar, pois o nosso povo é muito bom. Esses sim me lembram do orgulho de sermos brasileiros.

12 Mensagem

Mensagem

“A vida é um livro e quem não viaja, só lê a primeira página” ( Santo Agostinho)

Descubra o estilo de viagem que mais lhe agrada e viaje sempre que puder.

 

Resumo da Viagem:

10100 km

42 dias

Destinos principais:

Ibitipoca, carrancas, Capitólio e Serra da Canastra em Minas Gerais,Caldas Novas e chapada dos veadeiros em Goiás, passamos por Brasília… Jalapão e Palmas em Tocantins… chapada das mesas e lençóis maranhenses no Maranhão… Jericoacoara, Cumbuco, Morro Branco e Canoa Quebrada no Ceará… São Miguel dos Milagres em Alagoas .

Rodrigo

Shirley

Como a viagem foi gigante e muitos lugares visitados, só apresentamos uma pequena parte. Se quiser acompanhar mais das aventuras desse casal incrível, acompanhem nas redes sociais. Link nas foto acima ou:

Obrigado por compartilhar essa aventura conosco!

Quer mostrar que é aventureiro ou gosta de viagens assim como nós? Mande seu relato e fotos para o E-mail: [email protected]

1 comentário
  1. 1berto HK Diz

    Top demais, parabéns ao casal !!!!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.